1 de out de 2008

Metrô vai alugar bicicletas em São Paulo

A partir do fim do mês, será possível alugar bicicletas em estações do metrô de São Paulo.

O projeto-piloto será implantado no centro e nas zonas leste e sul. O uso é gratuito por 30 minutos, depois custa R$ 2,00 a hora e R$ 50,00 a diária.


O projeto criado para desestimular o uso de carro e desafogar o metrô, foi elaborado pelo Metrô em parceria com a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. A inspiração veio do serviço municipal de bicicletas de Paris, que começou em 2007 já com a oferta de 10 mil bicicletas e a promessa de dobrar esse número.


Em São Paulo, serão oferecidas 80 bicicletas, dez em cada estação, nas zonas sul (Vila Mariana), leste (Carrão, Corinthians-Itaquera e Guilhermina Esperança) e centro (Sé, Paraíso, Anhangabaú, Marechal Deodoro). Outras oito estações terão paraciclos (estruturas para acorrentar bicicletas).


O aluguel não está vinculado à utilização do metrô. Após o uso, a bicicleta poderá ser colocada nos paraciclos de qualquer uma das oito estações. Para retirar a bicicleta, o interessado terá de preencher uma ficha e deixar uma cópia do cartão de crédito como garantia. O pagamento é debitado no cartão.


O projeto deve durar 60 dias. Se aprovada, a idéia deve ser expandida a outras sete estações.


A oferta das bicicletas e a instalação de estruturas ficará inicialmente a cargo da seguradora Porto Seguro --em troca da visibilidade da marca em bicicletas e estacionamentos--, mas outras empresas devem ser aceitas. O gerenciamento será feito pela ONG Instituto Parada Vital, e serão chamadas outras entidades.


O secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, admite as deficiências para a circulação de bicicletas, mas alega que a medida ajudará a "promover a discussão". "A pressão [por infra-estrutura aos ciclistas] vai aumentar."



Nenhum comentário: