8 de jan de 2009

Xaxim Não !

Xaxim
Dicksonia sellowiana


Também conhecido por samambaiaçu ou samambaia gigante, o xaxim é uma planta típica da Mata Atlântica. Parente das avencas e samambaias, o xaxim pode atingir um grande porte. Algumas espécies formam verdadeiras árvores, com até 5 metros de altura e 80 centímetros de diâmetro.


O crescimento do xaxim é muito lento: demora de 50 a 100 anos para atingir um metro de altura! Seu caule fibroso e poroso, ajuda no “efeito esponja” da floresta, pois retém grande quantidade de água das chuvas, liberando-a aos poucos para o solo.


Pedaços de "tronco" do xaxim são comercializados no formato de vasos, placas, palitos ou "pó de xaxim".


Devido a esta atividade, o xaxim encontra-se ameaçado de extinção e corre o risco de desaparecer do país.


A espécie era abundante na Serra do Mar desde o Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul. Hoje, exemplares de grande porte são encontrados apenas em alguns trechos do estado de Santa Catarina e no Paraná.


Para ajudar o xaxim a sair do risco de extinção é muito fácil: basta substituir os vasos de xaxim por outros feitos de fibras de coco, cerâmica, barro ou plástico.


Uma atitude simples que pode salvar uma espécie muito importante para a Mata Atlântica!



3 comentários:

Mimirabolante disse...

Eu digo um NÃO bem grande !!!

Anônimo disse...

olá
muito bom ter um Blog informativo para esclarecimentos de assuntos importantes como a preservação da Dickisonia sellowiana na Mata Atlântica. Voce sabia que foi somente depois da invenção do COQUIM(R), em 1996, que o popular xaxim passou a ser poupado do corte indiscriminado. Antes disso,a Mata Atlãntica era totalmente devastada para se tirar essa espécie que vive no interior da Mata entre as centenárias araucárias, nas nascentes de água de riachos e rios.Portanto, o COQUIM foi o primeiro alento. Considerado por vários institutos de pesquisas no Brasil, como o verdadeiro substituto do xaxim, 100% natural. Para mais informações www.coquim.com.br

Anônimo disse...

olá
muito bom ter um Blog informativo para esclarecimentos de assuntos importantes como a preservação da Dickisonia sellowiana na Mata Atlântica. Voce sabia que foi somente depois da invenção do COQUIM(R), em 1996, que o popular xaxim passou a ser poupado do corte indiscriminado. Antes disso,a Mata Atlãntica era totalmente devastada para se tirar essa espécie que vive no interior da Mata entre as centenárias araucárias, nas nascentes de água de riachos e rios.Portanto, o COQUIM foi o primeiro alento.Considerado por vários institutos de pesquisas no Brasil, como o verdadeiro substituto do xaxim, 100% natural. Para mais informações www.coquim.com.br