19 de nov de 2010

Nova arma no combate à Dengue

Larvas do mosquito Aedes aegypti: com o pó, elas se afogam

A nova arma contra a dengue age impedindo que a femea do mosquito deposite seus ovos na água, formando uma película na superfície que diminue a tensão superficial, ou seja, afoga os mosquitos quando eles vão botar seus ovos.

O "mosquitocida"  financiado pela Fapesp, foi criado por Marcos Eduardo Sedra Gugliotti, pós-doutorando do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), e pode ser encontrado na versão líquida ou em pó.

Além de tudo, o produto não é tóxico, é biodegradável e tem um período de decomposição de 48 horas.

Indicado para o uso em grandes áreas, ele também se mostrou eficaz  contra o mosquito transmissor da malária, o Anopheles aquasalis, o Aedes aegypti, transmissor da dengue, e o Culex quinquefaciatus, da elefantíase.

"Apesar de ainda não estar disponível no mercado, já existem empresas interessadas. Faltam agora produtores para que a comercialização ocorra ainda este ano. Gugliotti estima que o mosquitocida, custará R$ 22 o quilo. Com essa medida, é possível aplicar a substância em dez mil metros quadrados."

Só nos resta torcer pra que esse produto esteja disponível no mercado logo ! Li aqui

http://economia.ig.com.br/
http://www.correioweb.com.br/

Um comentário:

Mimirabolante disse...

Grande dica !!!!!